labrys, études féministes/ estudos feministas
julho/ 2016- junho 2017 /juillet 2016-juin 2017

 

 

ISSN:1676-1951

 

Normas de publicação

  • A revista Labrys - estudos feministas / études féministes objetiva publicar textos acadêmicos feministas e recebe toda proposta de artigo correspondente aos dossiês definidos para cada número, assim como artigos acadêmicos de temática feminista livre.

    Cada texto recebido será submetido à avaliação do Comitê de Leitura que se pronunciará sobre a pertinência científica e feminista do texto apreciado;

    - os textos

    - Os textos serão de preferência originais e deverão ser apresentados em formato de documento Word, espaço 1,5 e em caracteres Times New Roman, 12pts. No caso excepcional do aceite de uma publicação anterior, deverá estar acompanhada da autorização da editora ou de uma nota de referência à publicação original.

    - As autoras são responsáveis pela correção de seus textos. A revista realiza a edição e corrige apenas erros MENORES. Os artigos editados serão enviados às autoras para revisão e corrigidos APENAS UMA VEZ

  • -  Todo artigo deve estar acompanhado de um resumo de 10 linhas de uma pequena biografia de 5 a 10 linhas (esta última no fim do texto) e de uma fotografia, caso a autora assim o desejar.

    - Os artigos devem ter no máximo duas autoras.

    -Número de páginas: os textos poderão ter até 30 páginas, incluindo as referências bibliográficas.

    - As referências bibliográficas deverão estar no corpo do texto.

    - No caso das citações,as referências deverão estar no fim das mesmas, entre parênteses.Ex:" ... feminismo radical."( Prado, 1973:21), ( autora VÍRGULA data DOIS PONTOS página)

    - Web references: ex:( Foucault, 1980: web)

    -Não sublinhar subtítulos ou títulos ou usar letras maiúsculas

    - Número de notas: máximo de 5, unicamente explicativas

    - Tabelas: duas no máximo

    - Imagens: cinco no máximo

    - Apenas um recuo para parágrafo. Parágragos de no máximo 8 linhas

    -Títulos e subtítulos em letras minúscula

    - Não utilizar o singular "a mulher" e sim "as mulheres" (opção teórica da revista)

    - As resenhas terão no máximo 4 páginas

    - As notas de pé de página terão um caráter apenas explicativo;

    - Nenhum texto será recebido fora destas especificações, salvo exceções acordadas pela equipe editorial..

    Avaliação:

    A avaliação de artigos, feita pelos Comitês de Leitura, ; seguirá as seguintes orientações: qualidade de redação e competência lingüística, coerência teórica, originalidade, rigor acadêmico, contribuição à produção do conhecimento social e feminista em diferentes campos disciplinares e adequação a estas normas.

    - Os textos devem ser enviados por e-mail para o seguinte endereço: anahita@labrys.net.br


    Bibliografia e apresentação de artigos:


             - Livro –( impresso):

    . Irigaray, Luce. 1977. Ce sexe qui n´en est pas un. Paris : Les éditions de minuit, « Coll. Critique »

    . Delisle, Jean et Judith Woodsworth.1995. Les traducteurs dans l´histoire, Ottawa : Presses Universitaires d´Ottawa

    . Moi, Toril (dir. Publ.). 1987. French Feminist Thought, A Reader. Cambridge, Ma, Oxford, UK : Blackwell Publishers

    - Revista (impressa)

    . Lotbinière-Harwood, Susanne de. 1986. « L´ambiguïté d´un concept », Spirale, Vol.2, no1 (juin), pp.

    - Revista Eletrônica :

    Navarro Swain, Tania. 1973. Sexualité et histoire, Labrys, estudos feministas /- études féministes, www.labrys.net.br . No texto: (Navarro-Swain,,1973:web) consultado em ....

    - Texto eletrônico

    . Silveira, Djanira. “ Migrações Norte/Sul”, nome do site, endereço do site. data do acesso

     


    • As autoras serão avisadas por e-mail , em um prazo razoável, da decisão dos membros do Comitê de Leitura sobre a publicação do texto proposto.

  • obs. É uma posição política de Labrys de não aceitar referências à obra "dominação masculina" de Pierre Bourdieu pois ela se apropria da produção de conhecimento feminista como sendo deste autor. Ver glosa de Nicole Claude Mathieu em « Bourdieu ou le pouvoir auto-hypnotique de la domination masculine », Les Temps Modernes, n° 604, 1999

  • Os textos publicados serão regidos pelo sistema internacional de direitos autorais GNU, iindicado pelo CNPq- GNU Free Documentation License http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html) : « Permission is granted to copy, distribute and/or modify this document under the terms of the GNU Free Documentation License, Version 1.1 or any later version published by the Free Software Foundation; with no Invariant Sections, no Front-Cover Texts and no Back-Cover Texts. A copy of the license is included in the section entitled "GNU Free Documentation License".

 

 

     

    labrys, études féministes/ estudos feministas
    julho/ 2016- junho 2017 /juillet 2016-juin 2017